SOPERJ - Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro

Esqueci meu login ou senha

Imprimir

DEZ PASSOS PARA O SUCESSO DA AMAMENTAÇÃO

 

Autor: Conceição Salomão

We might think about same day payday loan those can have bigger interests.

 

A Iniciativa Unidade Amiga da Amamentação (IUBAAM) tem como objetivo: promover, proteger e apoiar à amamentação, através da mobilização das unidades básicas de saúde para a adoção dos "Dez Passos para o Sucesso da Amamentação".

Essa iniciativa reforça o papel de suporte que as unidades básicas de saúde, em conjunto com os hospitais, podem desempenhar a fim de tornar o aleitamento materno uma prática universal, contribuindo significativamente para a saúde e bem estar dos bebês e suas mães.

Toda unidade básica de saúde que realiza assistência pré-natal e de pediatria pode se tornar Amiga da Amamentação.

No Brasil, a primeira proposta de desenvolvimento de passos para unidades básicas foi o Projeto Unidade Básica Amiga da Criança, lançado em 1995, em Londrina.

A partir da experiência do Grupo Técnico de Incentivo ao Aleitamento Materno do Estado do Rio de Janeiro e de uma revisão sistemática(Oliveira et al, J Hum lact - nov. de 2001)que identificou os procedimentos e estratégias efetivas a serem desenvolvidas pela rede básica de saúde, com o intuito de estender a duração do aleitamento materno, foi construída a proposta da Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação.

Lançada e implantada no Estado do Rio de Janeiro em 2001. Até o mês de março de 2004, o Estado do Rio de Janeiro possuía 16 Unidades Básicas Amigas da Amamentação, localizadas nos seguintes municípios: Volta Redonda, Teresópolis, Rio de Janeiro , Piraí e Natividade.

Piraí foi o primeiro município do Brasil a possuir toda sua rede de saúde amiga da amamentação.

Todas as unidades básicas de saúde que oferecem serviço pré-natal e de pediatria e/ou puericultura devem:

1. Ter uma norma escrita quanto à promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno que deverá ser rotineiramente transmitida a toda a equipe da unidade de saúde.

2. Treinar toda a equipe da unidade de saúde, capacitando-a para implementar esta norma.

3. Orientar as gestantes e mães sobre seus direitos e as vantagens do aleitamento materno, promovendo a amamentação exclusiva até os 6 meses e complementada até os 2 anos de vida ou mais.

4. Escutar as preocupações, vivências e dúvidas das gestantes e mães sobre a prática de amamentar, apoiando-as e fortalecendo sua autoconfiança.

5. Orientar as gestantes sobre a importância de iniciar a amamentação na primeira hora após o parto e de ficar com o bebê em alojamento conjunto.

6. Mostrar às gestantes e mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos.

7. Orientar as nutrizes sobre o método da amenorréia lactacional e outros métodos contraceptivos adequados à amamentação.

8. Encorajar a amamentação sob livre demanda.

9. Orientar gestantes e mães sobre os riscos do uso de fórmulas infantis, mamadeiras e chupetas, não permitindo propaganda e doações destes produtos na unidade de saúde.

10. Implementar grupos de apoio à amamentação acessíveis a todas as gestantes e mães, procurando envolver os familiares.

Estratégia mundial, patrocinado pela OMS e pelo UNICEF, para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno, mediante a adoção, pelos hospitais, dos "Dez Passos para o Incentivo do Aleitamento Materno".

Foi um compromisso, assinado pelo Governo Brasileiro na "Declaração de Innocenti", em 1 de agosto de 1990, na Itália, durante encontro que reuniu um grupo de formuladores de políticas de saúde de governos, agências bilaterais e das Nações Unidas.

Vem sendo desenvolvido no Brasil, um dos 12 países escolhidos para liderar sua implantação, através do Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno - coordenado pelo Ministério da Saúde - em articulação com a OPAS e o UNICEF, desde 1ode março de 1992.

Mostra o papel de apoio que os hospitais podem desempenhar a fim de tornar o aleitamento materno uma prática universalmente adotada nas maternidades, contribuindo significativamente para a saúde de mães, bebes, família e sociedade.

O Instituto Materno Infantil de Pernambuco foi o primeiro Hospital Amigo da Criança do Brasil. Atualmente, são 292 hospitais amigos da criança, no Brasil, dados do MS, em dezembro de 2003 e 14 no Estado do Rio de Janeiro

Declaração Conjunta da OMS/UNICEF (1989)

Todos os estabelecimentos que oferecem serviços obstétricos e cuidados a recém-nascido devem:

1) Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde.

2) Treinar toda equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma.

3) Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento materno.

4) Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira meia hora após o nascimento.

5) Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos.

6) Não dar aos recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tal procedimento seja indicado por razões médicas.

7) Encorajar o alojamento conjunto - permitir que as mães e bebês permaneçam juntos - 24 horas por dia.

8) Encorajar o aleitamento materno sob livre demanda.

9) Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao peito.

10) Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio ao aleitamento materno, para onde as mães deverão ser encaminhadas, por ocasião da alta do hospital ou ambulatório.

Instituição Endereço

1. Maternidade Alexander Fleming

Rua Jorge Schmidt, 331 Marechal Hermes- Rio de Janeiro

CEP: 21610-000

Tel: (21) 2450-2007/ 2716

2. Maternidade Leila Diniz

Estrada de Curicica, 2000 Jacarepaguá

Rio de Janeiro - RJ

CEP: 22710-550

Tel /fax: 21-2445-2264 ou 21-24414177

3. Maternidade Oswaldo Nazareth

Praça XV de Novembro, 4 Fundos

Rio de Janeiro -RJ CEP: 20010-010

Tel: 21-2507-6001 R: 259

Fax: 21-2221-6687 e 2221-4123

4. Hospital Universitário Pedro Ernesto

Av Vinte e Oito de Setembro, 77 Vila Isabel- Rio de Janeiro

CEP: 20551-030

Tel: (21) 2587-6345/6642/6650

5. Unidade Integrada de Saúde Herculano Pinheiro

Rua Andrade Figueira, s/nº- Madureira- Rio de Janeiro- RJ

CEP: 21360-230

Tel: (21) 3390-0180 R: 220

6. Hospital Central do Exército

Rua Francisco Manuel, 126- Triagem- Rio de Janeiro- RJ

CEP: 20911-270

Tel: (21) 2566-6051/6061

PABX: 3891-7000

7. Maternidade Nova Friburgo

Avenida Antônio Moreira, 12- Centro- Nova Friburgo

CEP: 28610-410

tel: (24) 2522-9245/9345/0514

8. Hospital Municipal São João Batista de Volta Redonda

Rua Nossa Sra. das Graças, 235 São Geraldo- Volta Redonda- RJ CEP: 27253-610

Tel: (24) 3342-4144/4030

9. Maternidade Carmela Dutra

Rua : Aquidabã nº 1037 - Lins de Vasconcelos / Rio de Janeiro -RJ

Tel: (21) 25973552 - (21) 22695446

10. Instituto Fernandes Figueira

Av. Rui Barbosa, 716- 1º andar Flamengo

Rio de Janeiro - RJ CEP: 22250-020

Tel: 21-2553-0052 R: 5102

Fax: 21-2553-9662

11. Hospital Pró-Matre

(2002) Ave. Venezuela 153 Saúde RJ - RJ

CEP: 20.081-310

Tel: 22231225 Fax: 22631538

12. Hospital Municipal da Mulher Cabo Frio

(dez 2003) R. Florisbela Rosa da Penha s/nº , Braga

CEP:28909-060

Tel: (022)2647.0807 / Fax. (022) 2647. 0807

13. Hospital Flávio Leal

(dez 2003) R. Roberto Silveira nº 50 , Piraí

CEP: 271756-000

Tel; 024) 2431-1192

14. Hospital Casa da Providência - Alzira Vargas do Amaral Peixoto

(dez 2003) R. Dr. Paulo Lobo de Moraes, nº 312, Valparaíso, Petrópolis

CEP: 25655-070

TEL: (022) 22376812 / Fax: (022) 2237.6974

We might think about same day payday loan those can have bigger interests.

Fonte: Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação (IUBAAM)

 

Caminhos da ORL

Patrocinadores:

Mapa do Site

Soperj - R. Assembléia, 10 Sl. 1812, Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20011-901 - (21) 2531.3313

Genesis Network